Páginas

Amor de tia

|
Mais que minha irmã, quase minha filha, a Rebeca é a melhor tia que o Daniel poderia ter. Ela fez uma declaração especial para o blog que me fez chorar, mas, vindo dela não seria diferente, pois ela me causa orgulho todos os dias! 

Segue o lindo texto:

"Meu nome é Rebeca. Meus pais me chamam de Beca, meus amigos de Rebs, e por aí vai. Gosto demais do meu nome, mas a verdade é que, de uns tempos pra cá, gosto mesmo é de ser chamada de “ti”, forma simples e não exclusiva como meu sobrinho Daniel me chama.
Soube que minha irmã estava grávida quando eu estava no trabalho, e a emoção foi tão grande que eu sequer consegui esconder dos meus colegas. É claro que eu não sabia muito bem o que esperar, mas a ideia de ter um bebê assim tão perto, fruto de alguém que eu amo tanto, foi, no mínimo, fascinante.
Várias vezes fiquei pensando em como seriam os olhos, como seria o cabelo, o rostinho, todas essas coisas, como se meu ele fosse, mas estivesse na barriga da minha irmã. Comprei mais presentes do que deveria e saí como louca para o shopping quando minha irmã, em um ligeiro surto de gravidez, ligou desesperada dizendo que o filho dela não tinha roupa suficiente pra usar. E então ele chegou. Impossível não achá-lo lindo, a coisa mais linda do mundo! Toda oportunidade que eu tinha, ia lá visitá-lo, nem que fosse para ficar olhando-o enquanto dormia. E à medida em que ele foi crescendo, foi ficando cada vez mais interessante. Era uma delícia fazê-lo dormir cantando rock, vê-lo sorrindo para mim quando fazia alguma gracinha, desafiá-lo a engatinhar e andar, tudo foi e é absolutamente maravilhoso. Agora, por exemplo, toda vez que ele fala “bola”, “carro” e “Piaf” eu sinceramente acho que ele é a criança mais inteligente de todo o universo.  Penso que poucas mulheres tem o privilégio de experimentar o que eu chamo de “amor de tia”. Aquele que você sente antes de ser mãe, quando se depara com uma cópia de alguém que você ama muito, reproduzida em tamanho mini e que exige carinho, cuidado e a concretização da magia apenas por existir. Não tem como você ficar imune ao amor de tia... Ele é arrebatador!  Em um surto de maternagem psicológica, você passa a pensar nele enquanto está no trabalho (alíás, o papel de parede do seu computador fica alternando entre milhares de foto do bebê enquanto tem algumas 100 dos seus cachorros e uma do seu namorado), quando vai ao shopping já quer logo comprar um presente novo, quando tem reunião de família prefere ficar correndo atrás do moleque em vez de almoçar e volta e meia chega atrasada nas aulas porque tinha ido visitá-lo e você passou da hora... Fora que em vez do seu cérebro memorizar coisas realmente úteis para a sua vida profissional, você aprende todas as música dos três DVD's da galinha pintadinha, faz piruetas e caretas ridículas só para ele/ela parar de chorar, tira 300 fotos/vídeos e sai mostrando para todos os amigos como se fosse a coisa mais sensacional do mundo, ou apenas fica olhando ele dormir com cara de lesa, esperando ele acordar mal-humorado pra você achar graça. 
É verdadeiramente uma prévia do que é ser mãe. E com base no que eu sinto e vivo com o Daniel, cheguei à conclusão de que serei uma mãe insuportavelmente alucinada pelo meu filho. Pois se a “prévia” já foi assim tão forte, imagine quando for a minha vez de verdade...Por fim, considerando as pequenas obrigações que tenho como tia (ainda mais se comparada às obrigações dos pais), farei o possível para que ele goste e respeite os animais, tenha um gosto musical apurado e faça sempre algum esporte. E, é claro, nunca se esqueça do quanto a “ti” o ama... E que eu sempre estarei por perto, dele e de sua mãe..."

Com carinho,
Tia Rebs ;)


8 comentários:

  1. Que lindo!!!! A Julia também tem a sorte de ter uma tia apaixonada assim por ela. E essa tia ainda é a madrinha dela.

    E vou te contar, amor de tia é tudo de bom!

    Beijos
    Syl
    http://minhacasinhafeliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Tudo de bom mesmo, Syl!! Somos privilegiadas de ter pessoas/anjos na vida dos nossos filhos!!

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus, é entrar nesse blog e chorar na certa! TO aqui às lágrimas...ahahahahhaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHAHAHAHAHAHA..K, mas, eu também fui 'as lágrimas com esse da Rebeca!!

      Excluir
  4. que lindoooo, Rebs! ;~

    ResponderExcluir
  5. Oi Myriam!
    Meu nome é Mônica e achei sem querer o teu blog numa dessas conexões no facebook. Confesso que me peguei com os olhos cheios de lágrimas em vários dos teus textos, que, por sinal, são incríveis, super bem escritos.
    Não sou mãe (ainda), mas sou tia.
    E acho que o texto da Rebeca sintetiza TUDO o que uma tia sente.
    Parece que foi eu mesma que o escrevi!
    Costumo dizer que amor de tia é o MELHOR amor do mundo!
    Sou apaixonada pelos meus sobrinhos de um jeito que nem entendo.
    Feliz de quem pode ser tia de alguém e conviver com esses seres que nos fazem tão bem.
    Parabéns pelo blog!
    Já recomendei a várias mamães!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monica! Muitissimo obrigada pelas lindas palavras!!! Seja bem-vinda ao meu cantinho!! Obrigada pelas recomendações!!! Beijo grande!!

      Excluir

Palpite à vontade

Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Myriam. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger