Páginas

5 meses de Noah e algumas verdades secretas

|

 Não é novela das 23h, mas quem é mãe de bebê sabe...a rotina exaustiva dá uma novela e tanto! Certo é que após o terceiro mês o tempo passa mais rápido. A gente começa a voltar a fazer algumas coisinhas por si e o sol para de nascer quadrado...rsrsrsrsrsrsrs. Noah tem uma rotina bem estabelecida e, como todo bebê, reclama se as coisas não ocorrem no horario devido. Fome e sono o deixam muito bravo e as 19h se atrasarmos o banho do soninho é um chorôrô daqueles bem agudos! A ordem é: banho, pijama, peito e berço. Seu sono é tranquilo até 1h ou 2h da manhã. Acorda para mamar e dorme novamente até 5h...mas nem sempre é um sono tranquilo. As vezes os gazes atrapalham e o sono fica extremamente agitado. Alguns dias da semana tenho ajuda noturna e é quando durmo a noite toda e acordo pela manhã para amamentar. Quando estou só, amamento todas as vezes. Por falar em amamentação, seguimos bem na forma mista. Tive medo que não fosse mais produzir leite mas graças a D´us está tudo ótimo e Noah mama a mamadeira ou o peito sem problema algum. Daqui duas ou três semanas vamos iniciar as frutas e é uma fase que me deixa ansiosa por saber se haverá boa aceitação ou não. Lembro que com o Dan foi muito bacana. Adorou de cara mamão e banana. Depois veio suquinho de laranja, papinha de pera, maçã (a única que ele rejeitou) etc. Uma nova fase que acho bem marcante na vida da familia. Aliás, falando em familia, coisa linda foi ver o amor do Daniel surgindo pelo irmão. Nada parecido com o dificil começo de meses atrás. Conforme fui voltando a ser mais presente na sua vida, Dan foi se apaixonando pelo irmão e entendendo que meu amor por ele continuava intacto. A insegurança deu lugar ao amor fraterno puro, genuíno, lindo de acompanhar. Vez ou outra uma ceninha boba de ciúme mas tudo bem, ele tem só 5 anos. Só 5 anos...parece que foi ontem! Meu bebê já está um rapazinho; sabe dizer a que veio e os desafios estão crescendo junto com ele. Nada fácil, mas ao mesmo tempo maravilhoso. Há dias em que minha paciência está no chão e minha vontade é de sumir 3 dias. É dificil lidar com o cansaço físico provocado por um bebê e ainda o cansaço emocional do mais velho. É uma dupla jornada que me faz vivenciar todas as cores do arco-íris, passando também por muitos tons de cinza! Porém, todo o amor se renova quando assisto e posso aplaudir a evolução de cada um deles. Tem uma coisa de ego, sabe? Mãe fica gabola quando filho é elogiado ou quando o vê reproduzir algo que se ensinou. Não tem jeito, mãe é vaidosa e gosta de ver resultado do seu trabalho. Quer coisa mais bacana do que ouvir seu filho dizer "por favor" e "obrigado" sem termos que dizer uma palavra? Ou quando ele reprova alguém que jogou lixo na rua? Ou ainda quando repreende aquele palavrão que você soltou num momento de muita raiva no trânsito? (quem nunca?)...pois é, nessa horas vejo que todo suor, cansaço, olheiras, desgaste etc, tem valido a pena. E não demora, já terei outro para me gabar dos grandes feitos, afinal, melhor que um, são dois me dando orgulho né não? Por isso, posso dizer que a vida vai bem, obrigada! Uns acertos aqui, alguns erros acolá, quilos ainda por perder, muitas horas de sono atrasadas, peitos que chegam primeiro nos lugares e somada a isso, uma vontade enorme de fazer meus seres serem cada vez mais humanos. Desse jeito vou vivendo, UM DIA DE CADA VEZ!




Um comentário:

  1. Pode ficar gabolíssima, Myriam: estão MUITO FOFOS!!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Palpite à vontade

Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Myriam. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger