Páginas

Maternidade bipolar

|


Mãe TERNA
MaTERNA o filho que também lhe é TERNO
Pelo amor eTERNO que sENTE
Em seu coração sempre tão pungENTE
Porque maternar, apesar de todo o amOR
Muitas vezes causa dOR
Causa também mEDO
De vez em quando em eco:
EDO, EDO...
Causa muito cansAÇO
Mas como dizem que somos de AÇO
Assim como o dia que vem depois da noite
A dor, o medo e a exaustão cedem lugar à PAZ
Que as vezes vem em forma de sorriso
Outras vezes em forma de sono aPAZiguador







14 comentários:

  1. Myriam, que lindo! Você sempre tão sensível. Olha, descobri que de aço eu não sou, mas agora que sou mãe sou sim mais forte do que eu era antes. Nas horas difíceis parece que não vou aguentar, mas dá tudo certo, e depois que está tudo bem, olho pra Liana e vejo a coisa mais linda que já vi neste mundo. Amor.
    Beijos
    Rtia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E realmente não somos de aço! Até achamos algumas vezes, mas em algum momento o esgotamento acontece e aí vem a natureza com toda a sua perfeição e faz a gente renascer com umgesto ou sorriso!!

      Excluir
  2. amiga entendo exatamente isso
    pois foi assim que me senti a uma semana
    atrás numa maternidade bipolar

    Linda Tarde
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca, né, Nanda?! Rsrsrsrsrsrsrsrs
      Bjks

      Excluir
  3. Que lindo! Ahhhh ser mãe dá esses poderes... deixa a gente poética... Parabéns! Beijos e saudades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Celi!! Saudade tb! Mas agora que vc voltou, vamos nos falar sempre!!

      Excluir
  4. Menina... eu acho até que eu sou multipolar...
    Adorei os versos!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahaha...somos todas! Loucura, loucura! Bjsss

      Excluir
  5. olá!sou nova por aqui e estou te seguindo!poderia retribuir tbm?

    ResponderExcluir

Palpite à vontade

Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Myriam. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger