Páginas

4 anos de Daniel - o filho que eu precisava ter

|


 Neste 13 de novembro, mais um ciclo se completa e mais uma fase se inicia. Nos últimos meses, vários indicios de que mudanças estavam acontecendo se manisfestaram. Dan esticou, está com a aparência ainda mais magrela, tem um andar bem de moleque, tão diferente daquele toddler do ano passado. Adora super heróis e se fantasia todos os dias. Acha que quando crescer será um vingador e salvará as pessoas dos vilões malvados. Já tem amigos favoritos na escola. Aliás, ele adora ir para sua escola linda e colorida, o que me deixa radiante, por ter sido um processo dificil inicialmente. Daniel tem personalidade forte e por isso é muito certo do que quer, o que rendem discussões com a mamãe aqui. Colocar limite é dificil, pois seu temperamento é desafiador. Ainda faz muitas birras quando não tem o que deseja. Dorme sozinho por algumas horas, já que continua a nos visitar na madrugada. Sinto que ele não está pronto para estar só a noite inteira, então, tudo bem. Uma hora acontece.
 O que mais me deixou perplexa com a chegada dos 4 anos, mesmo algumas amigas mais experientes tendo-me avisado, foi o quanto ele se tornou seletivo na alimentação de dois meses pra cá! Isso tem me deixado enlouquecida. Eu tinha um filho que comia de TU-DO! E nas últimas semanas, ele diz não pra quase tudo...até ontem ele comia picadinho e agora não quer nem olhar. Ovo cozido faz ECA!! Frango?! Nem pensar! Tomate cereja que ele pedia pra levar de lanche pra escola, não quer nem ver...pirei, né?! Pelo menos as frutas ele ainda está in love, mas até quando eu não sei...e aí, haja criatividade e paciência. Mas, vamos lá! Deve ser uma fase...
 Dan está ficando menos tímido, anda bem despachado, sabe? o que eu acho uma graça! Se gosta de algo ou de alguém, ele mesmo se convida, sem qualquer cerimônia. Apesar de gostar das brincadeiras de luta, próprias dos fãs de super heróis, Dan ainda é muito carinhoso. Está encantado com a minha barriga crescendo e fala com o bebê todos os dias e pede que ele/ela saia logo para brincarem juntos. É lindo de ver! Ao acordar, beija meu rosto e beija a barriga e dá bom dia pro irmão ou irmã; já sinto um imenso amor entre eles. Esse carinho superou minhas expectativas sobre uma nova gravidez.
 Por isso tudo, posso dizer que Dan é o filho que eu precisava ter e não exatamente o que eu desejei. Porque ele é um amor desafiador e mais real do que meus sonhos propuseram. Eu não pensei em querer alguém que me fizesse tantos autoquestionamentos. Jamais desejei alguém que pudesse me transformar de ponta cabeça. Mas, quem diria, meu filho de apenas 4 anos, fez tantas mudanças em nossas vidas que hoje só posso compreender que eu precisava dele. Precisei para me conhecer melhor, precisei para entender que só se casa de verdade depois dos filhos, precisei para reconhecer os amigos verdadeiros, precisei para dar mais valor a minha familia (pai, mãe e irmã, vocês são meus pilares de ferro!), precisei para descobrir o que realmente eu queria da vida, precisei para abandonar alguns medos e ver surgirem outros, precisei, por fim, para aprender a fazer minhas próprias escolhas, independentemente do que os outros vão pensar. Mais uma vez, chego à conclusão que aprendi mais do que ensinei e aprender mais é a busca infinita. Obrigada por ser meu por mais um ano. Que assim seja o possível do restante de nossas vidas!
Com amor,
Mamãe








12 comentários:

  1. amiga também tenho sempre essa impressão que
    aprendo mais com minhas filhas do que ensino
    parabéns para o Daniel

    Linda Tarde
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  2. Um texto lindo que só a minha amiga My, mãe do Daniel, poderia escrever! Feliz de acompanhar esse nosso garoto/super herói ensinando tantas coisas! Muito amor, proteção e saúde pra família toda. Tamo junto. Love.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E na noite seguinte Lia veio ao mundo!! Muito amooor!!!

      Excluir
  3. Que lindo My! Me apaixonei.
    Sabe, desde que quis ser mãe, eu tinha essa sensação de que foi ela que nos escolheu, ela quem sabia que eu precisava disso antes mesmo de eu desejar, acredito demais nisso, e nesse primeiro mês muito já está diferente dentro de mim.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles nos escolhem, certamente!! Obrigada, Tami!!

      Excluir
  4. Parabéns para o Dan! Parabéns para vocês pais que ganharam esse presente, esse menino pra lá de especial. Como é bom ter filho! Eles completam nossa vida! E toda esse registro sobre o jeito de ser desse menino crescido nos faz tão bem. Há pouco tempo também escrevi sobre cada um dos meus filhos e isso me fez um bem tremendo. Parar para pensar, descrever o jeito especial de cada um... Temos mesmo que registrar Myriam. E quanto a alimentação aposto que é uma fase, pois meus filhos também viveram isso. Sei lá o que acontece com eles, talvez uma fase de crescimento e algumas pequenas mudanças. Mas continue insistindo... Beijos, beijos para vocês e vivam intensamente esse momento lindo na sua família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há de ser só uma fase, Celi!! Oremos!! HAHAHAHAHAHAHA

      Excluir
  5. O Dan é muito fofo! É um privilégio podermos conviver com criaturinhas tão sensacionais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super privilégio!! Uma benção. Filho é missão. Mil beijos

      Excluir
  6. Myriam, eu espero que daqui a alguns anos o Daniel leia este texto. Ele vai adorar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, ele vai ler sim! Quero muito que ele leia os textos que fiz para ele. Bjão!!

      Excluir

Palpite à vontade

Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Myriam. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger