Páginas

"A CASA"

|


Era uma casa muito engraçada
não tinha teto, não tinha nada
ninguém podia entrar nela não
porque na casa não tinha chão

ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede.
Ninguém podia fazer pipi
porque penico não tinha ali
mas era feita com muito esmero
na rua dos bobos, número zero


http://www.vagalume.com.br/toquinho-e-vinicius/a-casa.html#ixzz2TyCbPjwk

A casa, quando nos casamos, era um apartamento; eu diria que era uma casa de bonecas, feita pra mim e pra você. Nosso começo, nosso teto, nosso ninho. Que foi sonhado, alcançado, decorado e que foi ficando pequeno mesmo sendo só nós dois. Porque já não pensávamos em ser só dois. Tínhamos tanto amor, que queríamos dividir com alguém que fosse eu e que fosse você, numa só pessoa. Então, decidimos comprar uma casa, que tinha parede, tinha teto, tinha chão, mas, não tinha nada. Tinha rede e banheiro era o que não faltava; e tinha sido feita com muito esmero, mas, nós éramos os bobos, porque ela continuava um nada. O nada foi ficando tão grande que veio a Piaf - a cadela - que por um tempo, foi tudo. Mas ela não era eu e nem era você, em uma só pessoa. Foi então que escolhemos dizer sim a nós dois. Chegou quem, a gente não sabe como, era só você, mas, aos poucos, deixou-me aparecer. Meus olhos, seu nariz, minha boca, seu sorriso, minhas expressões, seu cabelo, meu bico quando fica chateado, suas mãos e pés. Um pouco de mim, mais um pouco de você; e a casa, que era tão grande e não tinha nada, ficou cheia, muito cheia. Porque aquele amor, que chegou devagarinho, foi aumentando e aumentando e aumentando, que hoje ocupa a casa, a gente, a vida.



16 comentários:

  1. Que lindo texto Myriam, parabéns!
    Sem explicação este amor que só aumenta pelo filho...
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lauri! Filhos são sempre uma grande inspiração!

      Excluir
  2. Oiii Myriam, que blog mais lindo, amei o titulo, mãe vive nesse país das maravilhas mesmo rsrs adorei! Gostei tbém do relato sobre a casa, muito bom qdo vemos nosso canto crescer assim! Principalmente qdo há muito amor!
    Obrigado pela visita e comentário no REcanto Das Mamães,seja sempre bem vinda, estou seguindo p acompanhar sempre! Bjooss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!! Espero que venha sempre!! Eu sempre estou por lá dando uma olhadinha!! ;)

      Excluir
  3. Que lindo o texto, enquanto eu lia a sua história, eu fui lembrando da minha, mas acho que tive uma via mais cigana e fui levando o meu ninho pra tudo quanto é lado, rs. Acho que agora sosseguei, kkk.
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vida cigana é legal, hein, Rafa!? Adoraria passar um tempo nômade, conhecendo lugares e pessoas diferentes! Beijos!!!

      Excluir
  4. Que texto lindo, sensível e real. E como a nossa casa interior toma outro aspecto com a presença de nossos filhos!
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Josi!! Muito bom vê-la aqui!! Beijosss

      Excluir
  5. Ohhhhh realmente é tanto amor que faz a gente escrever coisas lindas assim... Os filhos mudam tudo, faz a gente olhar para a vida de outra maneira. Muito mais bonita! Não é mesmo? Beijo grande querida.

    ResponderExcluir
  6. Que texto lindo mesmo!
    É assim mesmo...desde tão pequenos já vão chegando e mudando tudo em nossas vidas..dão novos rumos, novos aspectos à rotina e ao lugar.
    Beijos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente acha que a direção será a mesma, mas, tudo muda!!! Muito!!! Beijosss

      Excluir
  7. Nossa, My! Que texto lindo! :*

    ResponderExcluir

Palpite à vontade

Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Myriam. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger